7 fatos sobre laticínios que a indústria não quer que você saiba

Você já conhece os 7 fatos sobre laticínios que a indústria não quer que você saiba?  Os rótulos de laticínios, como todos os outros, são feitos para esconder toda crueldade por trás daqueles produtos. Não compre o mito de que o leite e os laticínios são para o consumo humano. Eliminar os laticínios de sua alimentação pode ser fácil ou até mesmo delicioso.

Para saber mais sobre as injustiças perpetradas mesmo em pequenas e chamadas fazendas leiteiras humanitárias, assista documentários e busque informações. É importante educar os outros através de compartilhamentos de informações sobre a produção de laticínios. Considere esses 7 fatos sobre laticínios que a indústria não quer que você saiba. E lembre-se: toda a produção leiteira depende da exploração e destruição da maternidade.

7 fatos sobre laticínios que a indústria não quer que você saiba:

1. CARNE DE VITELO / BABY BEEF

21.000.000 bezerros leiteiros são abatidos para carne de vitela cada ano em todo o mundo. Os bezerros e as fêmeas excedentárias são vendidos para abate de vitelos. A indústria da vitela não existiria sem a indústria de laticínios. O massacre de bezerros de leiteria em fazendas de “bem-estar elevado” “criados com pasto humano” foi abertamente filmado para a televisão pública.

2. MANIPULAÇÃO GENÉTICA

Devido à manipulação genética extensiva, as vacas leiteiras de hoje produzem até 12 vezes mais leite do que produziriam naturalmente para alimentar um bezerro.

3. O BEZERRO É SEPARADO DE SUA MÃE

Praticamente todos os bezerros leiteiros são separados de suas mães horas apos nascimento, a fim de maximizar o lucro. 97% dos bezerros leiteiros recém-nascidos são removidos forçosamente de suas mães nas primeiras 12 horas.  Nas chamadas fazendas leiteiras das grandes indústrias, as vacas são frequentemente tomadas dentro da primeira hora do nascimento, uma vez que a separação entre mãe e bezerro é considerada menos estressante quando não tem permissão de vínculo.

4. INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL E SUPERPOPULAÇÃO BOVINA

Para mantê-las em lactação com o máximo rendimento, as vacas são estupradas ao serem inseminadas artificialmente ano após ano. O ciclo constante de gravidez forçada e nascimento cria um enorme excedente de bezerros. No Brasil existe mais de 240 milhões de cabeças de gado.

5. O LEITE ROUBADO

Algumas fêmeas irão se juntar ao rebanho de ordenha. Os bezerros passam os primeiros 2 a 3 meses de vida confinados em cabanas solitárias, alimentados com uma dieta de substituto do leite, enquanto os seres humanos bebem o leite destinado a eles. Boa porcentagem das vacas leiteiras ficam confinadas em operações internas, com mais de 60% amarradas pelo pescoço dentro de barracas, incapazes de realizar os comportamentos mais básicos essenciais ao seu bem-estar.

6. O CONSUMO DE LEITE É MALÉFICO PARA NOSSA SAÚDE

O marketing das industrias leiteiras mentem o tempo todo para que você consuma cada vez mais leite e seus derivados. Nutrólogos já divulgaram que o leite animal é causador e intensificados de todas as ITES, ex: bronquites, sinusites, artrites, rinite e etc. O cálcio que contem no leite animal não é absorvido por falta de magnésio, pelo contrario, ele desloca fragmentos ósseos causando inúmeros problemas com o tempo. Deixa o PH do sangue acidificado e sobrecarrega os rins.

7. UMA VIDA DE ESCRAVIDÃO, DOR E SOFRIMENTO

Presas em um ciclo de impregnação forçada, lactação perpétua e quase confinamento constante, os corpos sobrecarregados de vacas leiteiras começam a produzir menos leite aos 4 a 5 anos de idade, momento em que são abatidas. Em condições naturais, as vacas podem viver de 20 a 25 anos. Assim,  milhões de vacas leiteiras são abatidos todos os anos em apenas uma fração de sua vida natural. Seus corpos desgastados tornam-se carne bovina moída e hambúrgueres de restaurante.

Como todos os mamíferos, as vacas devem dar à luz para produzir o leite. Como mães humanas, suas gestações duram nove meses, então começam a lactato com o único propósito de nutrir seus filhos.

 

11 principais motivos para nunca mais comer peixes
Dicas para aderir o Veganismo além da alimentação
5 fatos que apontam como o consumo de ovos pode te matar
18 médicos veganos norte-americanos que você precisa conhecer
10 sobremesas veganas que agradam os paladares mais exigentes
13 ótimos vídeos sobre as proteínas que todos devem assistir

2 Comentários

  1. Sou vegetariana desde criança (há mais de 40 anos) e h-a uns 4 anos, tornei-me vegana
    Pelos animais, pelas pessoas, pelo planeta!

Deixe um comentário.